FACULDADE CATÓLICA

FACULDADE CATÓLICA
FONE/WHATSAPP (43) 9 9840-1919

DIVULGUE SUA MARCA!

DIVULGUE SUA MARCA!
WHATSAPP (43) 9 9979-8834

CUIDE DA SUA SAÚDE!

CUIDE DA SUA SAÚDE!

terça-feira, 21 de março de 2017

Governador libera R$ 4,6 mi para área onde será instalado complexo avícola


O governador Beto Richa assinou na manhã, desta segunda-feira, (20), a autorização para liberação de R$ 4.6 milhões destinados a aquisição de um terreno onde será instalado um complexo frigorífico avícola em Jaguariaíva. O deputado estadual Pedro Lupion (DEM) acompanhou o prefeito de Jaguariaíva, Juca Sloboda, (PHS) a vice Alcione, vereadores, o líder comunitário João Gaúcho e o diretor presidente da Câmara do Comércio e Indústria Brasileira, Ghassan Saab na solenidade de assinatura do documento.
O protocolo de intenções entre o município e a empresa árabe GMH já foi assinado no ano passado”, contou o deputado salientando que os investimentos para instalação do complexo são na ordem de U$400 milhões. “O empreendimento vai receber incentivos do governo estadual através do Programa Paraná Competitivo. A indústria fomentará a economia e a geração de emprego de toda a região”, contou Pedro Lupion.
De acordo com o projeto, o empreendimento deverá gerar 1,4 mil empregos diretos e 60 mil indiretos.
Em março ano passado, o parlamentar já havia acompanhado o prefeito de Jaguariaíva em uma reunião com o governador Beto Richa para tratar da instalação do frigorífico avícola.
Na ocasião estiveram presentes o presidente do grupo Árabe GMH (General Mediterranean Holding), Nadhmi S Auchi e o presidente da Câmara de Comércio e Indústria Brasileira Ghassan Saab. Eles buscavam o apoio do governador para a aquisição da área.
Segundo o projeto de instalação, o complexo terá capacidade de abater 400 mil aves por dia e devera estar em funcionamento em 2019.

Projeto prevê seis investimentos
O projeto inicial previa seis investimentos distintos, divididos em quatro áreas: uma de 650 mil m², para a implantação do frigorifico e de uma fábrica da ração; outra de 990 mil m² para a instalação de granjas de matrizeiros de aves; outra de 643 mil m² para a instalação de granja de cria e recria; e mais uma de 67 mil m² para
instalação de incubatório de aves.
Além disso, há a necessidade dos investimentos dos produtores que irão fornecer essas aves para o frigorífico – que somados totalizarão um valor superior a R$ 1,7 bilhão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários postado não representam a opinião deste Blog